Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quem à pura volúpia o seu segredo entrega...



Quem à pura volúpia o seu segredo entrega
Da inocente tormenta se diverte em beijo
Como a trama de um canto indiferente enleva
Se agita sem cessar enquanto é só desejo

E a pira mais sagrada peca e a lei deserda
E o corpo todo arde com um louco arpejo
E num compasso atroz daquela pose amada
A tatear-lhe as formas é porque me arquejo

Quisera eu sabê-lo pelos meus espelhos
Qual sente uma rainha em languidez tão certa
Para poder senti-lo entre os meus joelhos

Meu violento sol que o querer me acerta
Ao vê-lo na cadência em que molham os pelos
Largo tesão que cresce quanto mais me aperta

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 09/06/2006
Código do texto: T172242
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30688 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:16)
Miguel Eduardo Gonçalves