Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TULIPA

Em cada esquina és majestosa e fina
Desejo por que meus olhos vacilam
Errantes pelo corpo que alucina
Em carícias febris as chamas gritam


A pele cresta delicadamente
Na noite em que tuas coxas são os astros
Constelada com a luz do teu ventre
Bandeiras acenando de altos mastros


Por entre pétalas da humana seiva
Flor da paixão talvez, fusão gostosa
Sangrando em riso, mas é só manteiga


Que do teu lábio de princesa fale
Tão forte que até teu cheiro aqueça
Na sílaba que espero e que me cale


Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 12/06/2006
Código do texto: T174397
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
908 textos (30678 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:01)
Miguel Eduardo Gonçalves