Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PROLIXO? PRO LIXO! (Soneto Alexandrino Duodecassílabo)


Prolegômenos superabundantemente difusos de honoríficos
Discreteiam o inexorável, inelutável e nada inescrutável
Na mansuetude não dobrada que com efeitos soam magníficos
Em icterocéfalo graveolente lhanamente factível e escrutável
 
Hermeneutas herméticos litigáveis coliquam-se em bigotismo
Paulificantes coscuvilheiros entredizem cousas desvinculadas
Denotando nicles e emgabelando cumoção reiúna sem cismo
E delambendo-se com deicídios por ensirrostros e com espadas

Posulanimidade opulenta putrefaciente e improficiente
Possidônios de paleios ocos mas tomentosos feitos de espurcícia
Fenecem vivarachos troçando da sobejidão soberbosamente
E ouvidando da transitoriedade de suas porções feitas de malícia

Tão garbosos e inertes quanto seus ídolos troféus fixos no nicho
Que talvez agora todos concordem que o Prolixo deva ir Pro Lixo!

LERIAS, W.R., O Manuscrito Veredicto - 2000  
Washington Roberto Lerias
Enviado por Washington Roberto Lerias em 26/06/2006
Código do texto: T182716
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Washington Roberto Lerias
Foz do Iguaçu - Paraná - Brasil, 44 anos
43 textos (9842 leituras)
1 áudios (269 audições)
11 e-livros (2158 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:30)
Washington Roberto Lerias