Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de amor como perdição d’alma

Já não posso dizer que te sinto
E cobre-me de pejo ver... triste tinta usada!
Amo-te... Perdi minh’alma
Morte, vens buscar-me! Espero tua chegada

Quando te encontrei era colorido teu sorriso
Não me contastes, anjo pra ter cautela
Eram tantas cores... entreguei-me
E já agora... nem teu sorriso me espera!

Perdi tantos sonhos...tanta foi ilusão
Roguei por ti na noite gélida e tanto...
Amar-te foi d’alma desengano e perdição

E ao amor não se rendera mais na vida
E desta triste sorte resta apenas pranto
De pintor indócil que pintou tua partida!
dhália
Enviado por dhália em 01/08/2006
Código do texto: T207093
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:45)
dhália