Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de final como começo

Desponta tão só na aurora
Neste céu que tão somente nos pertenceu
Apenas uma estrela nos observa
Quando todo o mundo era só meu

Todo esse sonho, toda essa cor
Nada mais perdura no tempo
Apenas esta estrela conhece o segredo
Onde se faz tão alegre triste momento!

Nada se sente, apenas coração
De um sentimento tão contente
Que extrapola qualquer razão

Este sentimento que sei tão real em mim
Me contaram estas vidas, este meu céu
Que foi o começo... não triste fim!
dhália
Enviado por dhália em 13/08/2006
Código do texto: T215662
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:45)
dhália