Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DE JULHO (ou "Conversa Comigo Mesmo")

Calma, calma, vá com calma...
Despreza teu corpo
torna-te semi-morto,
encontra tua alma.

E rejeites o efêmero,
E procures o eterno
para quando viveres um inferno
tenhas paz em todos os termos.

Quebra teu prato.
Despede de tua sala.
Encare de frente o fato.

Põe apenas uma lã na mala
deixa de fora todo o entulho
e vá me encontrar numa Estrada de Julho.
Marcelo Lopes
Enviado por Marcelo Lopes em 06/06/2005
Reeditado em 14/06/2005
Código do texto: T22554
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Lopes
Guarujá - São Paulo - Brasil, 47 anos
475 textos (44350 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:17)
Marcelo Lopes