Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de saudade desconhecida

Somente espero por ti, doce mal de santo amor
E é de te amar... e amar o amor que te invade
Que apenas a vida por si me toma
Desse todo bem querer, de toda essa saudade

Saudade que me quereis? A alma e o coração?
Saudade de conhecer o peso de uma estrela
Saudade das impossibilidades, do respirar submerso
Saudade da não saudade... e ainda assim tê-la!

E só te espero, doce mal de santo amor
De na vida que me seja de todo sincero
E me cubram os laços de fita a cor!

Do alimento dessa dor... o amor é mistério
Que não posso abdicar na vida, na morte...onde for!
E pela saudade do que não conheço... tolo poeta, espero!
dhália
Enviado por dhália em 27/08/2006
Código do texto: T226642
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dhália
Salvador - Bahia - Brasil
238 textos (5113 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 10:46)
dhália