Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CASUAL


No gozo de uma vida atribulada
Evaporava o viço a juventude
Já fraca e de joelhos, assanhada
Da paga a rir-se toda em plenitude

Da mais doída mostra desvairada
Nos veios do tesão tão amiúde
A uma risada solta, gargalhada
O poderoso sangue ao corpo surge

Por um momento treme, se aguça
E em horas só propícias ao prazer
Executa o que faz por merecer

Calcando fundamente nesse ser
Aquela dança amorosa que assalta
Reanima de tanto que faz falta

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 02/09/2006
Código do texto: T230805
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30712 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:39)
Miguel Eduardo Gonçalves