Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DO VELEIRO

Os momentos que nós temos
são somente dois:
o antes e o depois;
o agora, nós tememos...


Porque desde que você se foi
as dúzias não têm mais doze
a tristeza não tem mais dose
e até mesmo meu sorriso dói


No horizonte da esperança
cabe apenas a  lembrança
de um veleiro cruzando mares


E se sou Mar, sou vela e vento
e tu és o meu Augusto alento
de que a vida ocorre aos pares.

Para Jefferson Tavares, que resolveu subir numa Torre e fugir para o Céu.
Marcelo Lopes
Enviado por Marcelo Lopes em 09/06/2005
Código do texto: T23463
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Lopes
Guarujá - São Paulo - Brasil, 48 anos
480 textos (45182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/17 12:12)
Marcelo Lopes