Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Solidão

Vivo como lua minguante,
vagando num espaço ermo,
sumindo aos poucos no negro,
de uma forma agonizante,

Ó, tristeza cintilante,
que de mim fizeste enfermo,
tu resistes como o cedro,
brilho cinza e ofuscante,

Peço eu por piedade,
peço eu por mão amiga,
peço eu por salvação,

Como quem o mar invade,
e em ele perde a vida,
eu me afogo em solidão.
Sapo
Enviado por Sapo em 09/09/2006
Código do texto: T236129
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sapo
Belém - Pará - Brasil, 27 anos
22 textos (352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:12)