Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Salmo à Deusa!

Antes eu nunca visse tanta luz na terra e no infinito,
Para dizer que ela irrompe o comenos desta vida,
Com um olhar verve como o de Era tão bonito,
Vindo de um céu seu leito, seu lar, seu dia.

Tudo ao seu redor pasma quando passa,
Até o firmamento se curva em sua presença,
Com um arrebol entre montes negros se afasta,
Para que veja seus súditos em famigerada crença.

O próprio Mal abre uma vista sublime,
Pois, bendigo que este às vestes de santo,
Venerou-a do átrio do palácio de todo crime.

Bem pudera! Quem assim resistiria a uma Deusa,
Dama do lago de todas as lágrimas platônicas,
Que em deleite considera-se uma Musa.
Rogério Guasti
Enviado por Rogério Guasti em 13/09/2006
Código do texto: T239289

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogério Guasti
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 36 anos
333 textos (32449 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:19)
Rogério Guasti