Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto II

"Me deixo em paz,
te deixo a sós,
o sonho se desfaz,
lavo e passo os lençois;

Viro meu rosto,
escrevo diferente,
meu peito não mente,
esqueço teu gosto;

Fujo de mim
você não diz
"não faz assim";

só vou embora,
você tem que morrer,
é chegada sua hora."
Diego Filipe Araujo Alcântara
Enviado por Diego Filipe Araujo Alcântara em 18/09/2006
Código do texto: T242908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Diego Filipe Araujo Alcântara
Camanducaia - Minas Gerais - Brasil, 31 anos
152 textos (7339 leituras)
7 áudios (2204 audições)
1 e-livros (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:21)
Diego Filipe Araujo Alcântara