Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
O chamado

Um lobo da estepe na noite, com seu olhar profundo
Procurando uma presa pra alimentar seus filhotes
Usa de todos artificios, se esforça o mais que pode
Quando escuta da montanha um ganido moribundo

É uma loba solitária que uiva e lhe soa tão tristonho
Que pára toda a sua ação e escuta..o uivo estranho
Qual o próximo passo, sobrevivência ou o abraço
Fraterno..e entende..está numa armadilha, um laço

Ele então se lança de cabeça e atende ao chamado
Morde com força a corda cruel com nós apertados
Com as suas patas e com seu peso termina de partir

O restante da malha cai e a loba termina de sair
Livre, e nosso lobo volta à matilha e encontra, pasmo,
Um bando de hienas em retirada, filhotes destroçados

Cabeça de poeta
Enviado por Cabeça de poeta em 21/09/2006
Reeditado em 21/09/2006
Código do texto: T245731

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Osvaldo Brito, http://osvaldobrito.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cabeça de poeta
Fortaleza - Ceará - Brasil, 63 anos
185 textos (22123 leituras)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:14)
Cabeça de poeta