Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DO DESESPERO

Na esperança de felicidade, fui vivendo,
Esperando o meu sossego, não utopia,
E nessa espera sofri a cada dia
A torturar meu desejo, meu pensamento...

Não compreendi, como tal não compreendo
Os momentos em que eu já me perdia
Buscando ao tempo a minha paz e alegria
De viver sorrindo e não sofrendo...

A esperança de felicidade, fui perdendo,
E nessa melancolia eu me perdi.
Sem querer ficou tão triste este soneto.

Neste desespero fico infeliz, assim sendo,
Não compreendo, como nada compreendi,
Mas hei de me erguer – eu me prometo.

Esta poesia foi escrita em 17.02.82
E está no meu livro “SONETO E POESIA...”
Publicado em 1982.
Fernando Wallace
Enviado por Fernando Wallace em 22/09/2006
Código do texto: T246479
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Wallace
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
7 textos (359 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:53)
Fernando Wallace