Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ECLIPSE DO AMOR




Dizem que para ver a luz
Tenho que te  esquecer.
Deixar de te desejar...
Deixar de te querer.

Não compreendo essa questão
Que me causa admiração
Trazendo-me  desilusão.

Amar-te é minha vida,
Esperar-te minha saída
Desejar-te meu acalento
Sem você, é só tormento.

Você é meu eclipse?
Tu és o sol, a luz,
O dia da minha noite.

Como te arrancar da minha mente?
Tu que me trazes tanta alegria?
Se me deixas sorridente?
E tua paz me contagia?

Tu não escureces.
É luz que me aquece.
É a luz que me irradia.

És tu quem me acalenta
Sua voz me alimenta
Nesta vida turbulenta.

Com você tudo brilha.
O escuro vira dia,
Realidade é fantasia.

És tu que acende a escuridão
És tu que clareia minha mente
És tu que ilumina o meu ser
Minha alma vive à resplandecer.

Com você sinto energia.
Espero-te todo dia,
Seja de noite ao amanhecer.

És tu que me alimenta,
Umedece meus lábios,
Faz-me estremecer.
És a luz do meu  prazer.

Como te extrair de minha alma?
Se a entreguei naquele dia,
Em que os olhares se trocaram?
Nunca mais minha seria.

Liberdade?
Não.
Confesso.

Por toda eternidade
Mesmo que isso me atrase,
Por esse amor que me enternece.

Adriana campos
23/09/2006
Adriana campos
Enviado por Adriana campos em 23/09/2006
Código do texto: T247276
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana campos
Salvador - Bahia - Brasil, 45 anos
35 textos (3128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:37)
Adriana campos