Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda que tu chores...

Coração meu que ainda insiste
Em ocultar-se do próprio sofrimento;
Que não aceita a dor do sentimento
E a tristeza que te faz bater mais triste;

Que recusa-se a viver do que existe
E vives de inventar contentamento,
De tornar a realidade um fingimento
Separando-se do ser em que consiste,

Chega! Se ainda quiseres, inconseqüente,
Proceder como um jovem adolescente;
Do mundo esconder-se em fantasias,

Eu não quero mais ser como outrora:
- De hoje em diante, a partir de agora,
Chorarei lágrimas... (ainda que chores poesias!)
Fábio Olizário
Enviado por Fábio Olizário em 04/10/2006
Código do texto: T256032
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fábio Olizário
Três de Maio - Rio Grande do Sul - Brasil, 43 anos
2 textos (65 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:01)
Fábio Olizário