Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação

Como serei a trinta anos,
Talhado na lucidez?
Estarei presente em ti
Na tua mente, na tua tez?

Verás todo o sofrimento
Perene em minha alma?
A dor que estarei sentindo
Afetará a tua calma?

É impossível prever
Somente imaginação,
Sem rumo será o viver?

Vão, louco, meu coração?
Que piegas é o meu espírito
Minha mente, alucinação
Cabeça de poeta
Enviado por Cabeça de poeta em 09/10/2006
Reeditado em 09/10/2006
Código do texto: T260121

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Osvaldo Brito, http://osvaldobrito.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cabeça de poeta
Fortaleza - Ceará - Brasil, 63 anos
185 textos (22179 leituras)
1 e-livros (43 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:32)
Cabeça de poeta