Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Semente

A carne já talhada na navalha
Os ossos já quebrados na batalha
Não conseguia deixar de te amar
E muito menos tentar te abandonar

Um ponto forte, num momento crítico
Motim de corpo, alma e espírito
Rompi pra sempre os elos dos grilhões
Parti pra sempre em busca de opções

Amar voce, assim como um fantoche
De um carrasco, dores de um chicote 
A minha dor se alimentava desse amor

O meu amor despedaçava-se nessa dor
Morre o carrasco, ressuscita-se a mente 
E do jardim do amor, vinga uma semente
Cabeça de poeta
Enviado por Cabeça de poeta em 09/10/2006
Reeditado em 09/10/2006
Código do texto: T260231

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Osvaldo Brito, http://osvaldobrito.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cabeça de poeta
Fortaleza - Ceará - Brasil, 64 anos
185 textos (29523 leituras)
1 e-livros (44 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:25)
Cabeça de poeta