Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
ROUPA INTERIOR

Um céu indiferente, mas sublime
Iluminava as cores como odor
Soavam pétalas em tons pastéis
Idéia dessas horas de desejo

Das garras de um verso que se rime
Desenvolve-se o eco desta cor
Convocam olhares, julgam-nos revéis
Mas é o que quero e peço ao lugarejo

Ele encravado em ti minha paixão
Teu corpo que minh’alma dilacera
Também é fome e soa como unção

Na flama do desejo quem me dera
Morasse se pudesse a sedução
Abreviasse a vida a minha espera
Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 07/11/2006
Código do texto: T284706
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30689 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:33)
Miguel Eduardo Gonçalves