Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MISÉRIA

Do amor não sabe mais, pobre coitado
Quando brincava junto de verdade
Hoje se pega só, desesperado

Brinda a recordação com dualidade
E por assim dizer, fica aclarado
O bestial ultraje que lhe invade

Seja aonde for que fique, o sonho foi
Sob o êxtase da luz ou sob o breu
Seja-lhe tal fragmento como um véu
Tal homem compadece e se corrói

Sucumbe ante um cenário fariseu
Ébrio de si, que bebe como herói
E se exaspera e vira um cu-de-boi
Tropeça tonto e cai pelo tonel

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 09/11/2006
Código do texto: T286749
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30688 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:16)
Miguel Eduardo Gonçalves