Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Declaro-te

Minha jovialidade pode ter sido estancada pelo tempo,
Como a face que vês agora esquecida pela solidão!
Pois há algo eterno em mim, o sentimento...
Que cultivo por ti e que é forte paixão.

O meu corpo apetece o teu,
Escultura grega divina,
Escolhida de Zeus!
Para seres ninfa.

E então encontro,
Na cobiça de Deus,
O que me impõe o pecado!

Em querer-te além do humano limite,
Para adorá-la, Amor, em meu sacro poial,
Onde guardo as lembranças de viver para amar-te!
Rogério Guasti
Enviado por Rogério Guasti em 14/11/2006
Reeditado em 09/08/2007
Código do texto: T291047

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogério Guasti
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 36 anos
333 textos (32462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:00)
Rogério Guasti