Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lábios

Alguns lábios, de algumas, são rosados,
Como frutos proibidos ao vir do meigo estio...
Do louco amor pujante pelo vergel sombrio,
Nunca se esposam de gozar noivados.

Existem lábios cálidos, lábios macerados,
Alguns em oração, outros em delírio...
Porém há lábios que sentem muito frio,
Porque nunca de amor foram rentados.

Mas nenhum como os teus, senhora minha!
Os lábios de onde a rosicler se aproxima,
São duas asas a ensaiar os meus adejos...

Parecem preservar na linha agradavél,
Um som suave de arpa, um canto amável
Ebtoando todo o afeto dos nossos beijos...
Rogério Guasti
Enviado por Rogério Guasti em 18/11/2006
Código do texto: T295017

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para o site www.recantodasletras.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogério Guasti
Vitória - Espírito Santo - Brasil, 36 anos
333 textos (32419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:41)
Rogério Guasti