Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Passa turv’à poeira deste dia

Passa turva à poeira deste dia,
que as da terra co vento se moldaram;
às flores co'às luas acabaram,
incansável se fez à nume, e fria.

Passo’o tempo, passou à única alegria,
mores cousas em menos se findaram;
as rijas esperanças se cansaram
da vida o sofrimento, ou nostalgia.

Faz à sina seu tempo, já contado;
à história, talvez, cometa enganos
desta terra que nos há bem formado.

Venturas, meses, ou cotidianos
fazem-nos perceber que alguém amado
nos espera e nos deixa, com’os anos.
Aprendiz
Enviado por Aprendiz em 21/11/2006
Reeditado em 22/12/2006
Código do texto: T297596
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aprendiz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
40 textos (1470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:44)
Aprendiz