Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SABOREIA


Um dia sabe, sangue, e a rosa louca ri
Olhou e quis, e navegou no entre si
Como noite atrevida, mulher distraída
Gostaste amar e de saber da lida?

Vem escutar o coração em frenesi
E poderás sentir de perto que sorri
Cobra encantada, que mistura e rima a vida
Quando um casal se junta e a faz entorpecida!

A céu aberto a cama é mar, valsa elegante
Por essa dança onde me perco e vou avante
Viagem sem regresso verte e graça em nós...

Que nesse corpo em que me entalo e fico lá
Se despe a alma o seio cresce e tudo há
Para que o instante seja enquanto cala a voz.

Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 22/11/2006
Código do texto: T298151
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
909 textos (30689 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:21)
Miguel Eduardo Gonçalves