Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fazem brilhar as águas deste rio

Fazem brilhar as águas deste rio,
que as do céu e d’Universo se formara;
o campo florescido qu’encantara
agora tornou-se o frio, e vazio.

Senti o Verão, senti o forçad’Estio,
que umas cousas por outras se trocara;
as lufadas lembranças que marcara
da vida foram ao mundo, ou ao sombrio.

Faz o temp’o seu mudo, já sabido;
à vida, mais confus’agora, insulsa
é mistério de um nó purificado.

Paixão, momentos, e amor e partido
fazem com que nos lembre à vid’aguça
que tínhamos com tal viver sagrado.

Aprendiz
Enviado por Aprendiz em 23/11/2006
Código do texto: T299614
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aprendiz
São Paulo - São Paulo - Brasil, 31 anos
40 textos (1470 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:46)
Aprendiz