Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto ispirado em um homem solitário...


Um lobo que nasce e cresce sozinho,
Neste caso, sozinho há de viver
E ter de percorrer um só caminho
Longo, triste, perigoso; morrer.

Um lobo velho que não teme a morte,
Pois decerto já encarou igual dor
Jazendo ao portar infeliz má sorte
De perder, não a vida, mas o amor.

Há de enfrentar seu inerte destino
Desesperançado em lacrada cova
Sofrendo do tempo tão dura prova

Ao consumar-se abissal desatino
Sem sequer sinal mínimo de pânico,
Como herói, imponente ser tirânico.

Arconte
Enviado por Arconte em 24/11/2006
Reeditado em 17/08/2007
Código do texto: T300507
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arconte
Jardinópolis - São Paulo - Brasil
21 textos (1456 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:10)
Arconte