Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

        Pré-conceitos

Num tempo amargo, sem vida, sem luz,
Deram-me o Branco, promessa de paz;
Cri ser criança carente essa cruz,
Vi que a verdade também é mordaz.

Dias depois, tive o ouro Amarelo,
Luxo, cobiça e pecado latente;
Fiz do seu mundo luxúria e flagelo,
Midas insano, tua morte é o presente.

Sonhos pintados de sangue Vermelho,
Almas penadas num tronco ou a ferro;
Sinto-me podre ao mirar-me no espelho.

Ó Grande Negro, teu grito ora berro,
Peço perdão, ante Deus me ajoelho:
Vil preconceito, demônio que enterro.

Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 20/08/2005
Código do texto: T43979

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351719 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:48)
Nel de Moraes