Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DE UM AMOR JAMAIS

APESAR DE TUDO, DE TANTOS ERROS BANAIS
EU AINDA AMO E AMAREI MUITO MAIS
APESAR DA SAUDADE E DA SOLIDÃO EM MEU PEITO
SEI QUE SEM AMAR NÃO VIVO,NÃO TEM JEITO

NÃO TEM JEITO QUANDO JÁ SE AMOU UMA VEZ.
APESAR DO JAMAIS, NÃO, SE OU TALVEZ
O CORAÇÃO NÃO NEGA SE ESTÁ APAIXONADO
PASSA-SE SÉCULOS, ANDA-SE LÉGUAS, ELE MARCADO...

PELAS CICATRIZES DA DOR E DA ILUSÃO,
PELOS SENTIMENTOS MAIORES QUE A RAZÃO.
APESAR DA VOZ QUE NÃO TENHO MAIS,

APESAR DOS OLHOS QUE NÃOVERÃO JAMAIS
EU AINDA AMO A QUEM NUNCA ME AMOU
E AINDA ESPERO PELO AMOR QUE ACABOU.
fabiana macedo
Enviado por fabiana macedo em 22/08/2007
Código do texto: T619366
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
fabiana macedo
Araripe - Ceará - Brasil, 31 anos
30 textos (769 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 23:41)
fabiana macedo