Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recomeçar


Teu coração que é berço e jazigo
de amores findos e recém-nascidos.
De tanto que venceu, hoje foi vencido
por uma das paixões do tempo antigo.

Chora, pois alguém há de chorar contigo
uma última lágrima de tristeza;
Uma lágrima que teima, na incerteza,
de evadir-se dos olhos comovidos.
 
Mas nunca te esqueças dos amores idos,
tampouco daquele adeus tão dolorido...
aquele adeus que trouxe sofrimento.

Pois amar com o amor que foi perdido,
é reviver pelo tempo não vivido
e aninhar toda a paz no sentimento.
Herculano Alencar
Enviado por Herculano Alencar em 22/10/2005
Código do texto: T62397
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Herculano Alencar
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
1332 textos (57744 leituras)
5 áudios (264 audições)
13 e-livros (3192 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:13)
Herculano Alencar

Site do Escritor