Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



A noite chegou e não trouxe as estrelas...
mas, a lua está lá, bem cheia!
Pela janela do prédio a poeta observa,
queria tanto poder vê-las...

Olha o tabuleiro do céu iluminado,
a poesia vai aflorando na mente,
quer consolar o coração adoentado,
tenta anular essa dor tão pungente...

A rima então se confunde,
vem em ondas e se quebra
na areia tão fina dessa solitária praia!

A poesia se bate e se contunde,
moendo esse peito em dúvidas,
ordenando de imediato, que esse amor saia!
TRANSPARêNCIA
Enviado por TRANSPARêNCIA em 28/08/2007
Reeditado em 12/11/2009
Código do texto: T628310

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Suavidade). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Sobre a autora
TRANSPARêNCIA
Campinas - São Paulo - Brasil
732 textos (39462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 04:12)
TRANSPARêNCIA