Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRIMAVERA

Que clara água cristalina,
Enche-me os ouvidos de borbulho,
Bate sem doer e desatina,
Num piscar de olhos caiu-se o mundo.

É a chuva que principia menina,
Soando bela como crepúsculo,
Aos ouvidos torna-se sinfonia,
Mas furor para o moribundo.

Que beleza ver os respingos nas alquisórias,
Seguido da brisa que nos beija outrora
É divino além do explicável,

Encanta, hipnotiza os olhos,
Depois sobe a alma, arrepia os poros,
Deixando-nos involuntariamente apaixonados.
Maisa Romero
Enviado por Maisa Romero em 06/09/2007
Código do texto: T641175

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maisa Romero
São Paulo - São Paulo - Brasil, 32 anos
12 textos (627 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 09:24)
Maisa Romero