Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Senescência

Ao teu olhar sou só decrepitude
Um velho tolo a dizer besteiras
Com quem não falas mais tão amiúde
Que só recebe atenções ligeiras

No esplendor de minha juventude
Era tratado com outras maneiras
Não compreendo tua atitude
Às vezes penso que são brincadeiras

As tardes passam sem nenhuma urgência
Fico sozinho com meus pensamentos
E à quietude sobrevém o sono

Faço dos sonhos viva consciência
Eu não mereço como tratamento
A triste sina desse abandono
Sérgio Serra
Enviado por Sérgio Serra em 18/09/2007
Código do texto: T657781
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Serra
Aracaju - Sergipe - Brasil, 61 anos
81 textos (54708 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/17 16:34)
Sérgio Serra