Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PONTO E VÍRGULA

Às vezes me imagino um ser imortal
Em outras um ser mais que frágil
Não sei se isso é um caso normal
Ou se é coisa que me valho

Às vezes quero amor pra sempre
Em outras me conformo com a minha dor...
Sou um ser em dúvidas eternamente
Alguém que não sabe onde e como parou

A vida às vezes é uma vírgula...
Uma vidro cheio de pílulas...
Em outras é como as reticências afinal

Mas a vida pode ser um ponto de exclamação!
Pode ser um eterno sinal de  interrogação?
...Mas a história sempre acaba num ponto final.

Nelson Rodrigues de Barros
Enviado por Nelson Rodrigues de Barros em 21/09/2007
Código do texto: T661908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Rodrigues de Barros
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
586 textos (36750 leituras)
6 áudios (1113 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 02:14)
Nelson Rodrigues de Barros