Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insanidade

 

Amo uma mancha Láctea sem forma

Massa estelar em via de condensação,

Mudando a cada momento, a toda hora,

Envolvendo e corroendo o meu pobre coração.

 

Quero gritar para o mundo que amo

Mas... a quem? O grito volta para mim

Não consigo reagir e apenas clamo

Ao céu, ao inferno pra que venha logo o fim.

 

Corro e procuro com sofreguidão abraçar

O vulto nebuloso que sombrio se afasta

E desesperadamente ainda tento alcançar...

 

Vapores densos se transformam num cinzento fio

Na garganta morre sufocado um basta

Em total insanidade abraço o vazio...

 

           

Regina Reis
Enviado por Regina Reis em 22/09/2007
Código do texto: T663903

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Regina Reis
Caraguatatuba - São Paulo - Brasil
86 textos (6102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 05:23)
Regina Reis