Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O último instante

Quando eu morrer sozinho e triste
E o abandono for tudo que me reste,
Na dor da perda que em mim resiste
Resistirá o amor que não quiseste.

No corpo frio que a alma reveste
Somente a ânsia de ti inda persiste,
E o último beijo que não me deste
Irá pro além com o amor que subsiste.

Serei a sombra escura que foi embora,
Em teus lábios que não tenho agora
Restará minha imagem agonizante.

Quando eu morrer será uma tristeza,
Um desperdício fertilizando a natureza,
Mas serei feliz naquele último instante.
marcelo ferraz
Enviado por marcelo ferraz em 24/09/2007
Código do texto: T665924

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marcelo ferraz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 50 anos
42 textos (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 01:29)
marcelo ferraz