Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Só Vida

Pare de sofrer mulher que amo!
Pare agora, respire bem fundo!
Atende ao que agora eu te clamo!
Pare e deixe um pouco o seu mundo!

Faz de conta que só o hoje existe!
Viva um dia só de cada vez!
Não esqueça que o Pai te assiste!
Só Ele tem a verdadeira sensatez!

Alivie o seu coração agora aflito
Já que pra mim pôde desabafar.
Quero lhe deixar aqui bem escrito:

Um dia de cada vez, minha querida.
Construiremos nosso futuro, pode confiar!
Voltaremos um dia a ser uma só vida!

A Ceci já teve seu cantinho aqui, porém decidiu sair definitivamente. Conheça a nossa história completa (3 partes agora escritas no mesmo local) e a explicação que dei ao final do poema, onde poderão compreender-nos.
Poema de 39 estrófes; "A Quem Possa Interessar" - clique aqui
Leon del Bargo
Enviado por Leon del Bargo em 24/09/2007
Reeditado em 31/01/2008
Código do texto: T666016

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e seu email leondelbargo@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leon del Bargo
São Paulo - São Paulo - Brasil, 56 anos
204 textos (12743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:29)
Leon del Bargo