Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soneto de (des) Esperança

Queria eu, nunca mais amar
Mas na ânsia de não sofrer (novamente) amei...
Bela como a rosa...a ti me entreguei
Sabendo que ´inda poderia chorar
 
De ti, pra sempre vou lembrar
Desse amor, que só a mim revelei
A esperança (que fingia não ter) contentei
Do desejo de com tigo ficar
 
Viver o sonho me é de tanto encanto
Se tu, de repente, me aceitar
Juro a ti, não terás arrependimento
 
Ao teu lado pra sempre vou estar (e te amar)
Livrar-te-ei de qualquer tormento
Cessando em meu peito, a dura dor do pranto...

Fabrízio Stella - 28/09/2007
Fabrízio Stella
Enviado por Fabrízio Stella em 28/09/2007
Código do texto: T672206

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fabrízio Stella). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabrízio Stella
São Paulo - São Paulo - Brasil, 40 anos
57 textos (2613 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 19:09)
Fabrízio Stella