Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOIS SONETOS E UMA HISTORIA DE AMOR.

Eram dois corpos separados.
Asteróides no espaço,
Pedras no fundo do mar
E nuvens flutuando no ar.

Tinham sentidos contrários
Seguiam um para cada lado,
Como pólos magnéticos
O curvo e o convexo.

Eram dois desconhecidos
Caminhos não percorridos,
Uma historia sem fio.

E seguiam infelizes
Com sorrisos tristes
A sombra no vazio...

Mas sempre vem um novo sol,
A vida não se escreve só.
Posto que um dia se encontraram
E corpos se entrelaçaram

Como cachos de uma trança
Brincadeira de criança
A rede do artesão,
Os dedos na oração.

E assim como o mundo muda
Mesmo as paralelas são curvas
E se encontram no infinito.

Permaneceram para sempre atados
Dois corpos no mesmo espaço
E o mundo se fez mais bonito.


(Quem não gostou se manifeste, quem gostou bata palmas. Comentários sinceros são bem-vindos ) :~)
Saturnino Segrel
Enviado por Saturnino Segrel em 10/11/2005
Reeditado em 11/11/2005
Código do texto: T69579
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Saturnino Segrel
Recife - Pernambuco - Brasil, 41 anos
57 textos (6483 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:39)
Saturnino Segrel