Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meus Anseios

Meus anseios impelem-me para morte,
o desespero lança-me em disparada,
é meu coração pássaros em revoada.
Quero um esteio, um abrigo, um norte!

Só tenho na vida a malfadada sorte;
Procurar o que desconheço, uma parada,
um aviso que diga: “Eis o fim da jornada!”
Que me descanse, ou que me deporte.

Não importa que me imponham o desterro
já sou apátrida, desgarrado, havido em erro
alguém de quem se esquece ou ignora.

É passado o tempo da redenção, da piedade:
“Guarde esta clemência para ti, ó Soledade!”
Minha Ventura está além da derradeira hora.
marcelo ferraz
Enviado por marcelo ferraz em 22/10/2007
Código do texto: T705073

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marcelo ferraz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 51 anos
42 textos (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:05)
marcelo ferraz