Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soïdade Portuguesa

A minha mão é o ramo das acácias
onde a tua borboleta vem pousar...
Às vezes foge, às vezes, devagar,
espalha em mim pólen de outras estâncias...

O meu olho é o jardim das aventuras,
Éden de brincadeiras e delícias,
Xangri-lá do néctar e das primícias,
cama dos guerreiros sem armaduras...

O meu solo é um castelo medieval
cerzido entre alamedas e palmeiras
na pele de horizontes alcançados...

A minha alma é o Reino de Portugal...
Príncipes e princesas rotineiras
dançam valentemente, em par, seus fados...
Marcelo Moraes Caetano
Enviado por Marcelo Moraes Caetano em 24/10/2007
Reeditado em 24/10/2007
Código do texto: T708275

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (MARCELO MORAES CAETANO). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Moraes Caetano
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
246 textos (13413 leituras)
87 áudios (5938 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 23:04)
Marcelo Moraes Caetano