Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


  

   CANTO VADIO!


Quero cantar o meu canto de outrora
Onde a aurora se espraiava e fugia...
Cálida, teimosa, meiga menina vadia
Calada pelos cantos da vida. Senhora!

Não penso em falar d'um passado tardio
Mas eis que se erguem colunas de chamas
Embrulhadas em lâminas...clamas !!!
Lembrando o ardor d'um amor fugidio

És o reverso do ser ou não ser
Dos verbos que ousam não padecer
És pura questão matemática

Reverbera em si mesmo,eterno sofrer
que teima em ser e grita: não ser
De um velho grilhão: a temática!


Uma noite linda e mágica par todos.PAZ!

Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 25/10/2007
Reeditado em 04/10/2008
Código do texto: T708712
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (219660 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 22:10)
Sônia Maria Cidreira de Farias