Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Catedrais imensas

A incerteza no meu peito fez morada
Erguendo imensas torres, catedrais!
A luz do sol não passa nos vitrais
E a porta principal está trancada.

A única vela que restou foi apagada
Esquecida entre inúmeros castiçais...
As pratas, cantos e imagens ancestrais
Convertem-se na crença abandonada.

Mas uma réstia de luz me trouxe o dia
Pondo fim ao claustro e à idolatria
E os sinos dobraram em mais de cem!

Expurgando a incerteza do meu peito
Ecoam forças novas no meu leito
E os anjos do Senhor dizem, amém!
marcelo ferraz
Enviado por marcelo ferraz em 25/10/2007
Código do texto: T709092

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marcelo ferraz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 50 anos
42 textos (734 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 05:23)
marcelo ferraz