Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEATRO VAZIO

TEATRO VAZIO

Se um dia desses me vires sorrindo
Ou, se porventura eu estiver cantando
Não ligue! Sou eu, o louco me enganando
Não ligue! Sou eu, o louco fingindo!

Eu sou aquele velho e louco ator
Que encena a sua peça sozinho
Que espera ganhar nos aplausos o carinho
De uma inexistente platéia sem olhos, sem cor

Já não sei se sou o mocinho ou o bandido
Só sei que sou o protagonista esquecido
De uma peça que jamais estreou...

...E fez-se silêncio no meu teatro vazio
ninguém ficou de pé, ninguém me aplaudiu
o espetáculo da minha vida terminou!
Francisco Monteiro
Enviado por Francisco Monteiro em 28/10/2007
Código do texto: T713263

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Monteiro
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 47 anos
72 textos (1992 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:14)
Francisco Monteiro