Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As Raízes da Morte

Minhas fossas oculares estão secas.
Estou a chafurdar no bizarro e escuro pântano.
Nem portando este lume, cuja lâmpada está acessa,
Consigo ver muita coisa na imensa escuridão.

Temeroso, sigo em frente.
O chapéu cravado na cabeça.
O rifle, em riste, na mão direita.
O medo se aproxima com um terrível som de folhas a farfalhar

Lembrando da arma, penso:
“Para aonde correr? Eu vim caçar!”
“Ficar e morrer? Eu vim matar!”

Vejo uma árvore antiga fincada no lodo.
Estrategicamente, me aproximo e para minha loucura
Sou arrebatado por imensas raízes para o fundo do pântano.
Luciano Barreto
Enviado por Luciano Barreto em 11/11/2007
Reeditado em 11/11/2007
Código do texto: T732801

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Escrito por Luciano Barreto. Contato: quebraperna@yahoo.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Luciano Barreto
Campos dos Goytacazes - Rio de Janeiro - Brasil, 37 anos
35 textos (5836 leituras)
3 áudios (651 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 02:46)
Luciano Barreto