Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM NOVO ALENTO


 

Resgatei em mim o profano canto,

que a muito dormia na solidão...

Calado, esquecido da amplidão,

que havia bem além do seu pranto...

 

Exalei na boca o sopro da vida,

contido na insana desilusão...

Mas, desperto agora pela afeição,

vela ao vento, cura minha ferida!

 

Que se dissolvam todas as amarras,

nascidas na crueza da exaustão

da escuridão que um dia me venceu...

 

Que novas cores tinjam os olhos meus

e dance novamente o coração

ao som de violinos e guitarras!

 

Zélia Nicolodi
Enviado por Zélia Nicolodi em 24/11/2007
Código do texto: T751125

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zélia Nicolodi
Curitiba - Paraná - Brasil
651 textos (66842 leituras)
15 áudios (1098 audições)
52 e-livros (3505 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 09:41)
Zélia Nicolodi