Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DA LIBERDADE

Quando a bruma cobrir o horizonte infinito
fazendo-me sentir que perdi meu norte
guiada por teu cheiro, encontrarei teu forte
onde, das muralhas do teu amor darei meu grito.

Grito da liberdade tão sonhada e desejada
que em teus braços finalmente eu conquisto
estou presa a você mas não resisto
estou livre da solidão que me aprisionava.

Se estar ao teu lado me faz prisioneira
nessa prisão quero viver eternamente
não quero me livrar do teu carinho

não há grilhões que me prendem finalmente
só há correntes de flores no meu caminho
só em você, meu amor, encontro a paz derradeira.

Monica San
Enviado por Monica San em 26/11/2007
Código do texto: T753646

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6375 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 08:02)
Monica San