Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INQUIETAÇÃO VI

INQUIETAÇÃO VI

Vela aberta, mar bravio, barco ao vento
Velejei noutras vidas, noutros mares
Onde talvez esqueci dos meus penares
Achei minha rota, me perdi no pensamento

Deslumbrado com esse louco e vão momento
Não estava aqui e nem em todos os lugares
Errei buscando-me na terra ou nos ares
Aportei enfim no cais do esquecimento

De vento em popa, a todo pano, rumo norte
Entregue às vís procelas, à minha sorte
Sou simples poeta, navegante, sou sonhador

E no soprar desse vento “saudade-forte”
Sinto abrandada a dor com minha morte
Então serei silêncio, sou paz, fui o amor!
Francisco Monteiro
Enviado por Francisco Monteiro em 27/11/2007
Código do texto: T755218

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Monteiro
Guarulhos - São Paulo - Brasil, 47 anos
72 textos (1998 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 21:12)
Francisco Monteiro