Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Página virada


Cala-se em mim, mais um página
Que nunca pode dizer preenchida
Cala-se vencida pela máquina
Massacrante que vence e intimida
 
Apática, desaparece esmaecida
Virada como se não existisse
Tão sem voz como sem vida
Cala-se em mim, mais um tolice
 
Fenece a indecência do querer
Num embornal abarrotado de lógica
Onde não cabia nada além do "ser"
 
Cala-se a inocência neurótica
Lúdicamente poética de viver
Arrancada na página simbólica
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 29/11/2007
Código do texto: T757231

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (56655 leituras)
25 áudios (3276 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 01:31)
Angélica Teresa Almstadter