Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O SOM DAS CORES

O Som das Cores Ruma Cego de Paixão
Quando a intensidade da noite é transformada
Na imagem que desperta a mim da escuridão
E o sonho é a flor que se apresenta matizada

Refletida no serenar do meu verão
Qual uma terra de brilhantes cravejada
Com cheiro de água cristalina em ribeirão
Em puro gozo pela chuva salpicada

Encanto que por obra e graça do Deus – Tempo
Fica à mercê dos olhos para ser seguido
Sensível como o vento faz o assanhamento

Sou colibri enfeitiçado, abastecido
Do néctar que mina agridoce e é suculento
Fome louca do insaciável induzido


Miguel Eduardo Gonçalves
Enviado por Miguel Eduardo Gonçalves em 02/12/2007
Código do texto: T761860
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Miguel Eduardo Gonçalves
São Paulo - São Paulo - Brasil
1001 textos (32547 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 12:39)
Miguel Eduardo Gonçalves