Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO À UM AMIGO

Flor do deserto, que brota em meio ao nada
oásis bendito que finda a sede maldita
pedaço de verde que resiste ao fogo na mata
és pérola na concha, beleza rara escondida.

Da alegria, mensageiro e portador
das agústias, acalanto  e calmaria
dos erros, compreensivo e sem rancor
nas trevas és luz, és um novo dia.

Na vida és raro, na morte és alento
precioso relicário de segredos inconfessos
tens o dom de guardar e cuidar do sentimento

seja amor, rancor, ou o ódio professo
seja na agonia, na ira ou sofrimento
és tu amigo (sempre), meu único sustento.
Monica San
Enviado por Monica San em 04/12/2007
Código do texto: T765121

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Monica San
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 47 anos
251 textos (6299 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:15)
Monica San